Cura com a Medicina da Alma

Todo aquele que desejoso de atender almas sôfregas em seus dolorosos conflitos existenciais, deve aprender a parar de dar as costas para si mesmo. Somente assim, haverá de encontrar o sentido da vida na verdade de Deus. Nesta obra vamos ver a superação dos carceres manicomiais e, todavia, enxergar que muito pouco se caminhou no intrincado labirinto das distonias mentais. 
Para alterar este quadro é necessário fazr a potência do amor existente em nós florescer para a ação.
A obra mostra a necessidade de reconhecer que tanto para quem cuida, como aquele que é cuidado prosseguem juntos na estrada reparadora de almas necessitadas.
Esta é uma obra despretenciosa que em linguagem simples fala de histórias que se cruzam, não pelos laços do acaso mas, e sim, pelos laços de ternura. Narra a história de um médico, de um paciente esquizofrênico e de uma educadora.
Na conjuntura do amor e da dor nasce uma proposta, a superação da doença e a superação de serem meros técnicos em suas profissões.
Seus personagens descobrem que a essência do humano é espiritual e que  esta essência dever ser vivida na dimensão do humano.